Quem foi Ester: coroa sobre a mesa

Quem foi Ester na Bíblia: Conheça a história da Rainha Ester e a sua importância!

A história de Ester é surpreendente e inspiradora.

Ela foi uma das mulheres mais importantes da Bíblia e sua vida nos traz grandes aprendizados. 

Ester revela uma espiritualidade fervorosa, marcada por uma verdadeira confissão de caráter, foi uma mulher exemplar em devoção, , coragem, sabedoria e humildade.

Neste post vamos conhecer quem ela foi, como se tornou rainha e como foi usada por Deus para salvar a nação de Israel. 

Além de aprendermos muito com a vida dela. Então, vamos lá!

Quem foi Ester?

Ester é uma das mulheres mais importantes de toda a história bíblica. Ela se tornou rainha da Pérsia e foi usada por Deus para salvar todo o povo hebreu.

Ela era judia, foi criada por seu primo Mordecai na Pérsia, já que era órfã. Nessa época, a nação de Israel estava sob exílio no reino persa.

Ester era muito atraente e bonita e, por isso, se tornou rainha. 

O Significado do nome Ester 

O nome hebraico de Ester é Hadassa e significa mirta ou murta, que é uma flor bonita e popular. 

Quando Hadassa entra para o harém real, ela recebe o nome de Ester, possivelmente pela designação dada à mirta, palavra bastante próxima da raiz do termo que designa tanto “mirta” como “estrela”, a forma da flor. 

A história de Ester na Bíblia 

O livro de Ester foi escrito aproximadamente entre 470 e 486 a.C, e acredita-se, que foi escrito por Esdras. 

A história ocorreu em Susã, uma das três capitais do império persa, que se estendia da Índia à Etiópia, compreendendo também algumas ilhas do Mediterrâneo. 

Ester viveu num tempo de grande perigo, pois seu povo, os israelitas, estavam em exílio, após a destruição da cidade Jerusalém. 

A rainha nasceu quando o povo judeu já estava sob domínio persa há mais de 120 anos.

Assuero e Vasti 

A história de Ester começa quando o Rei Persa Assuero (provavelmente o rei Xerxes) deu uma grande festa para os seus servos e príncipes, para exibir suas riquezas e glória do seu reino.

A rainha Vasti (antecessora de Ester no trono) é convocada para o rei exibir sua formosura. Ela, porém, se recusa a atender ao chamado do rei Assuero de estar em sua presença. 

Por este motivo, o rei fica furioso e resolve destituir Vasti do seu cargo de Rainha.

Para substituir a rainha Vasti, o rei cria um concurso de beleza para que seja escolhida no reino a jovem mais bela e formosa para se tornar rainha

As jovens mais bonitas de todas as 127 províncias do reino Persa foram convocadas para se apresentar ao rei, e, dentre elas estava Ester.

Ester é feita Rainha 

Durante o concurso criado pelo Rei, as jovens ficavam recebendo, durante 12 meses, tratamentos especiais de beleza e especiarias. 

Quando chega ao harém, Hegai (o responsável pelas mulheres do concurso) se encanta com a beleza de Ester e dá a ela o melhor lugar na casa, as melhores vestes e os melhores alimentos.

Os 12 meses se passaram e as jovens foram chamadas a presença do rei. Nesta ocasião cada uma levava um presente para adornar-se, entretanto, ao contrário das outras jovens, Ester não escolheu nada além do que já possuía. 

Quando ela se apresenta ao rei, sua beleza o impressiona e ele a ama mais que todas as outras jovens. 

Imediatamente, Ester é coroada rainha no lugar de Vasti. 

Entretanto, mesmo após ser coroada Rainha, Ester mantém-se obediente ao seu primo Mordecai e não revela sua identidade judaica, visto que os judeus sofriam grande perseguição naquela época.

Mordecai e o plano para tirar a vida do Rei 

Preocupado com sua prima, que havia sido criada como filha, Mordecai visitava frequentemente o palácio de Susã. 

E, numa dessas visitas, Mordecai escuta quando dois oficiais planejam uma conspiração para assassinar o rei

Mordecai conta à Rainha Ester que informa o plano ao rei.

Ao descobrir a veracidade dos fatos, o rei manda enforcar os oficiais que conspiravam contra ele e o plano conspiratório é escrito nos registros históricos.

O plano de Hamã contra Mordecai 

Algum tempo depois, Hamã, nobre e amalequita, é exaltado e colocado como o 1º ministro, sendo o segundo no reino abaixo do Rei. 

E, por isso, naquele tempo foi publicado um decreto do rei para que todos adorassem Hamã. Entretanto, como Mordecai era judeu e servo de Deus, ele se recusa a se curvar diante de Hamã. 

Hamã fica muito enfurecido com Mordecai e todo o povo judeu e requer ao rei que os judeus sejam punidos por não o adorar. 

O rei concede o pedido de Hamã e publica novo decreto para que seja destruído o povo judeu

O pedido de Mordecai a Ester 

Quando Mordecai toma conhecimento do decreto contra o povo, se entristece bastante, rasga suas vestes e cobre-se de cinzas (costume da época).

Ester fica sabendo da tristeza de Mordecai e se entristece também. Preocupada com seu primo, ela manda que seus servos descubram o motivo da tristeza de Mordecai.

Mordecai conta para Ester o plano terrível de Hamã e pede para que ela interceda pelo povo o judeu perante o rei

Acontece que naquela época, quem fosse à presença do rei sem ser convidado, seria condenado a morte, exceto se o rei estendesse seu cetro de ouro.

Por isso, Ester fica receosa e teme por sua vida. Porém, seu primo a alerta de que ela também era judia e não seria poupada apenas por estar no palácio. 

Além disso, ele fala que se não for por Ester, a ajuda para o povo judeu se levantará de outra parte (Et 4:13-14). 

Com isso, Ester pede a Mordecai que ele e todo o povo judeu ore e jejue por 3 dias e, informa que, ela e suas servas fariam o mesmo.  

Os dias se passam e Ester coloca suas vestes reais para ir à presença do rei. O rei, ao avistá-la, estende seu cetro de ouro e diz: “pede-me o que quiseres e até metade do reino eu te darei.” (Et 5:3)

Ester, movida pela sabedoria de Deus, requer um banquete ao rei, na presença do primeiro ministro, Hamã. 

Durante o jantar, o rei indaga a Ester sobre qual era o seu pedido, a rainha, porém, requer um novo banquete no dia seguinte.

A salvação dos judeus: a festa de Purim

No dia seguinte, ocorre o novo banquete requerido por Ester ao rei. A rainha expõe todo o plano de Hamã. 

O rei fica furioso com o plano de Hamã de tirar a vida da rainha tão amada por ele e de todo o seu povo e, decide enforcá-lo (na própria forca que Hamã havia construído para Mordecai). 

Acontece que, mesmo com a morte de Hamã o povo judeu continua desprotegido, pois o decreto que determinava sua destruição continua em vigência. 

Além disso, naquela época os decretos reais não poderiam ser revogados. E. por isso, Ester, intercede pelo povo judeu e convence o rei de publicar novo decreto. 

Nesse novo decreto, o rei autoriza os judeus a guerrearem e se defenderem. Mordecai envia o novo decreto a todas as províncias do reino.  

A guerra ocorre e os judeus vencem, evitando a destruição de seu povo.

Até hoje esse episódio é celebrado pelo povo judeu, com uma festa chamada de Purim.

A palavra significa “sorteio”, que era a forma que Hamã usaria para determinar o dia do extermínio.

A importância do livro de Ester 

Uau! Que história incrível a da rainha Ester não é mesmo? 

Quantas lições e aprendizados podem ser tirados de sua vida. Que mulher sábia e corajosa ela foi. E como Deus a usou de maneira tão surpreendente e soberana.

A história da rainha Ester se mostra de grande relevância e importância para o povo de Deus. 

Por meio dela vemos a soberania de Deus diante da crise, e como Ele é especialista em reverter situações que parecem impossíveis aos olhos dos homens.

O rei Davi, no Salmo 139 nos diz que todas as coisas já estavam escritas ainda antes que acontecessem. 

Podemos ver isto através da vida Ester, que nos mostra que o Senhor está sempre no controle de todas as coisas.

Ao princípio, como poderíamos imaginar que Deus ia usar um concurso de beleza a favor de Seu povo. Acontece, que Ele é soberano, onipresente e onisciente. 

Ele sabe todas as coisas e pode usar tudo ao seu favor. 

Por meio da história de Ester podemos ver como Deus move governantes, mesmo que gentios, ao favor dos seus planos. 

Deus não é homem para que minta e por isso todas as promessas feitas por Ele se cumprem. 

Ciente disso, e conhecendo o poder e a fidelidade de Deus é que Mordecai instrui Ester de que se ela não se levantasse por seu povo, outra pessoa o faria. Isso porque os planos de Deus não se frustram, eles se cumprem. 

Deus não precisa de nós, somos nós quem precisamos Dele. E, como servos, devemos ter ciência disso e saber que, para nós, é uma honra sermos usados e nos relacionarmos com Deus

Deus não precisava de Ester, mas ao ser obediente, ela tem o privilégio de ser usada por Ele e se torna uma figura tão relevante para a história.

Ester e Cristo

A história de Ester também nos remete a uma outra história, de alguém ainda superior a ela.

Ester arriscou abrir mão de sua vida e de seu palácio terreno, porém Jesus Cristo voluntariamente abriu mão de seu palácio celestial e entregou sua vida para salvar pecadores.

A história de Ester é linda e seu sacrifício é notório, porém ela aponta para uma obra muito maior e mais bela.

Lições práticas com o livro de Ester 

Da história de Ester podemos tirar três lições de como um(a) servo(a) de Deus deve se comportar.

Coragem

Ester não fugiu do chamado para interceder por seu povo, ao contrário, foi corajosa e se levantou pelos judeus. 

Mesmo temendo por sua vida, ela se apresentou diante do rei sem ter sido convocado. 

Isso poderia lhe custar uma pena de morte, mas não a impediu de fazer o que lhe havia sido pedido. Ester era obediente, honrava seus líderes, honrava seu povo e honrou a vida de Mordecai.

Sabedoria 

Ester não foi impulsiva ou atrevida. Esperou o momento certo de falar. 

Não falou no primeiro momento quando foi a presença do rei. Não falou no primeiro banquete, ela esperou o momento certo de agir. 

Seu comportamento demonstra grande dependência e disposição para ouvir a voz Deus.

Humildade

Mesmo sendo rainha, Ester demonstrou obediência e honra a Deus e ao seu primo Mordecai. 

Imagino quantas pessoas não falariam: Eu sou rainha, não tenho o que temer. Ester não foi uma dessas pessoas. 

Ela não foi egoísta, mas agiu em favor do seu povo. Ester era temente a Deus e sabia que estava fazendo parte de um plano maior, um plano a favor do povo de Deus. 

É possível perceber que apesar de sua história sofrida, Ester não foi uma mulher egocêntrica

Muito pelo contrário, ela teve sua identidade muito bem firmada em Deus e sabia que a sua posição de rainha era para servi-Lo.

A vida de Ester é um grande exemplo de paciência. Ela foi uma grande intercessora e protetora do povo de Deus e é um grande exemplo de como devemos agir diante as crises e provações. 

Ainda nos dias de hoje, mesmo que pareça tão distante da história narrada, a vida de Ester nos traz grandes ensinamentos, principalmente de como devemos confiar na soberania de Deus e de como devemos estar prontos para servi-lo e sermos obedientes ao Seu chamado

Não deixe de conhecer a história de outra das mulheres mais importantes da Bíblia que faz parte da genealogia de Jesus e está na galeria dos heróis da fé de Hebreus 11.

Conheça a história de Raabe!

*Não deixe de seguir o Luzeiro no Instagram!

Gostou do texto ? Compartilhe com seus amigos e familiares!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

18 thoughts on “Quem foi Ester na Bíblia: Conheça a história da Rainha Ester e a sua importância!

  1. Adoro ler estes textos que vocês escrevem esclarecendo a palavra, amadurecendo a idéia, o pensamento…. Parabéns pela sabedoria…..

  2. Emocionante relato de Ester, serva fiel ao Senhor Deus. Que nos sirvam de exemplo em nossas atitudes em situações semelhantes.

  3. Boa noite na paz do senhor Jesus.
    Eu gostei muito e aprendi mais um pouco da Bíblia e quero continuar aprendendo,um dia quero ser usada pelo Espírito Santo de Deus pra ministrar essa linda história, pois eu acredito que devemos nos levantar em propósito de oração e jejum pra ajudar nossa família e a igreja e nosso país,a ficar firme nas promessas de Deus pois é fiel e poderoso pra cumprir todas as coisas que nos prometeu, que sejamos muitas e muitas Estér e ter humildade, sabedoria, coragem pra lutar os desafios que aparecem no decorrer de nossa caminhada com Cristo.

Deixe uma resposta

LUZEIRO-logo

Rua Jornalista Djalma Andrade, 1350
Belvedere, Belo Horizonte – MG
30320-540
www.crerepensar.com.br

Rua Jornalista Djalma Andrade, 1350
Belvedere, Belo Horizonte – MG
30320-540
www.cczs.org.br