Primogênito da Criação: árvore da vida e a luz. Representando que Jesus não foi criado.

Primogênito da Criação: O que significa? Jesus foi criado? Entenda!

A afirmação mais importante, o alicerce, a pedra angular da Fé Cristã, é que Jesus Cristo é Deus.

Porém, existe uma passagem na Bíblia que pode gerar dúvidas em relação a essa afirmação. Ela se encontra na Carta de Paulo aos Colossenses, no capítulo 1, versículo 15:

“Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação…”

Se Jesus é Deus, como ele pode ter sido criado? É isso que essa expressão de Paulo, de fato, quer dizer?

Algumas pessoas e religiões — como os Testemunhas de Jeová — utilizam esse versículo para confrontar a afirmação: Jesus é Deus.

Neste post vamos entender se Jesus foi ou não criado e o verdadeiro significado da expressão do Apóstolo Paulo.

Para entendermos como a expressão não tem nada de contrária à Fé Cristã, primeiro vamos entender se a Bíblia diz que Jesus foi criado. Entendendo todo o contexto das escrituras, teremos uma visão mais clara do que Paulo está dizendo.

Jesus foi criado ou sempre existiu?

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus… e o Verbo se fez carne e habitou entre nós…” (Jo 1:1-14)

É assim que o Apóstolo João começa a narrativa do seu Evangelho. Referindo-se a Jesus como o Verbo, a Palavra de Deus, que não só existia desde a eternidade, como era Deus.

Um dos objetivos de João era combater heresias da época que negavam a divindade de Cristo.

Por isso, João escreve esse prólogo maravilhoso em seu Evangelho, remetendo à criação do Mundo em Gênesis, onde Deus cria todas as coisas por meio da sua Palavra.

“Disse Deus: Haja luz; e houve luz.” (Gn 1:3). É essa palavra, o Verbo que cria todas as coisas, que estava com Deus na criação.

Esse Verbo é o próprio Jesus.

E o Evangelho de João não é o único livro que aponta para a existência eterna de Jesus:

  • No livro de Apocalipse ele é o “Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo” (Ap 13:8)
  • Para o profeta Isaías ele é o “Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Is 9:6)
  • Paulo diz na carta à igreja de Filipos que Jesus é Deus (logo, eterno) que se esvaziou e assumiu a forma de homem (Fp 2:5-11)
  • Em outra carta, aos romanos, Paulo escreve que “dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas” (Rm 11:36)
  • Na carta aos colossenses, Paulo diz que “nele foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra…” (Cl 1:16)
  • E o próprio Cristo alega a sua eternidade ao afirmar que “antes que Abraão existisse, EU SOU (nome usado por Deus ao se apresentar para Moisés)” (Jo 8:58)

A partir desses poucos versículos podemos ver como é consenso entre os autores Bíblicos que Jesus Cristo é Eterno, ele é Deus e portanto nunca foi criado. ELE É!

Isso não explica o que Paulo quis dizer no versículo tema deste texto. Porém, é usando toda a base bíblica que conseguiremos entender o escrito paulino.

O objetivo da carta de Paulo aos Colossenses

Paulo escreve a carta aos Colossenses após receber a visita do seu amado irmão Epafras. 

Epafras é o fundador da igreja de Colossos e provavelmente da de Laodicéia também. Paulo nunca havia visitado estas igrejas.

A partir da visita Paulo descobre que a igreja está sendo pressionada por doutrinas heréticas de duas naturezas: 

  • Judaizantes: que colocavam um peso de salvação no cumprimento da Lei.
  • Gnósticos: embora o termo só surgiu no século II, a doutrina já contaminava as igrejas, negando a divindade de Cristo, uma vez que a matéria é ruim e Deus jamais encarnaria.

E é para combater essas heresias, principalmente, que Paulo escreve a carta. No primeiro capítulo, Paulo escreve um belo poema entre os versículos 15-20, afirmando a divindade de Cristo.

Portanto, é exatamente combatendo a ideia de Cristo não ser Deus que Paulo utiliza o termo discutido. 

O que então ele quis dizer?

O que significa Primogênito da Criação 

Não é segredo para ninguém que a palavra primogênito significa “o que veio primeiro”. Em uma família com 3 filhos, o primogênito é o mais velho deles.

Porém, esse não é o único significado da palavra. O termo usado por Paulo é palavra grega prototokos, que de fato significa aquele que veio primeiro, mas também refere-se à proeminência quanto a posição.

Na carta aos Hebreus, o autor utiliza o termo para mostrar como até os anjos adoram o Primogênito, referindo-se à sua posição, relevância e título (Hb 1:6).

Já na carta de Paulo aos Romanos, o termo é utilizado para mostar a proeminência de Cristo sobre todos os seus irmãos adotados por meio dele (Rm 8:29).

Quando Paulo refere-se a Cristo como o Primogênito da criação, quer dizer então que Cristo é mais importante e proeminente em relação a toda criatura.

Além disso, Cristo é chamado em Hebreus e no Evangelho de João de filho Unigênito do Pai. Distinguindo a sua natureza de todos os outros filhos adotados, que somos nós.

Vamos entender melhor a importância e o sentido da Primogenitura:

Primogenitura na Bíblia

O termo é extremamente relevante em toda a Escritura e desde o antigo testamento podemos ver ele se referindo não apenas a vir primeiro, como também a um direito, um título.

Vamos ver alguns exemplos:

Jacó e Esaú

Na famosa história entre os dois irmãos, Jacó suborna Esaú pelo seu direito de primogenitura. 

Se esse direito representasse apenas quem nasceu primeiro, seria impossível que ele deixasse de ser de Esaú. 

Ainda assim, quem concede o direito é o próprio Deus, “que amou Jacó, porém aborreci a Esaú” (Ml 1:2)

A proeminência entre os filhos de Isaque foi de Jacó. É dele que descende o Messias, são dele as 12 tribos que formam a nação de Israel.

Manassés e Efraim

Outro exemplo de primogenitura para o filho mais novo acontece com os dois filhos de José.

Quando vão receber a benção de seu avô, Israel, José posiciona o primogênito (mais velho) sob a mão direita e o mais novo sob a mão esquerda de Jacó.

Porém, o Patriarca inverte as suas mãos. Pensando ser por conta da sua cegueira (já era avançado em idade), José corrige o pai, que logo afirma: “o seu irmão menor será maior do que ele” (Gn 48:19).

Ali fica clara a proeminência de Efraim sobre o seu irmão mais velho Manassés.

Israel, primogênita entre as nações

Outro exemplo pode ser visto quando Deus, por meio do profeta Jeremias, refere-se à Efraim (Israel) como a primogênita dentre as nações.

Israel não é a primeira nação a surgir na Bíblia, porém é a primeira a ser escolhida e tinha proeminência sobre todas as demais nações no Antigo Testamento.

O valor da primogenitura

É importante destacar também como na época a primogenitura era extremamente relevante.

Quem possuía o direito era responsável pelo nome, herança e responsável pelo futuro do seu clã (família). Na época o clã tinha um valor muito maior que o indivíduo. É visível pela importância de ser “filho de Davi” ou “filhos de Abraão”.

Isso também é evidenciado na Páscoa, quando os primogênitos do Egito morrem. O que mostrou a impotência dos deuses do Egito em proteger o herdeiro, o mais proeminete, dos clãs.

Jesus, Senhor sobre a Criação

Portanto fica claro como Paulo nunca quis dizer que Jesus foi criado, mas referia-se ao valor imensuravelmente superior de Jesus sobre toda a criação.

Alegar que Cristo foi criado seria concordar com a heresia que o próprio Apóstolo estava tentando combater.

Além disso, o versículo seguinte também deixa muito clara a intenção do seu autor:

“… o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas…” (Cl 1:15-16).

Muitas vezes não notamos a importância das conjunções na Bíblia, mas aqui, o “pois” (hoti no hebraico) esclarece qualquer dúvida. 

Esse “pois” é uma conjunção explicativa, significando “porque”, “uma vez que”, “visto que”. 

Ele é o mais proeminente sobre toda criação “PORQUE nele foram criadas todas as coisas”.

Cristo não é só o mais importante como é a causa de toda a Criação

Portanto tentar alegar que Cristo foi criado por conta desse versículo é jogar no lixo toda a teologia paulina, todo o contexto da carta e todos os versos que cercam a frase.

A afirmação de Paulo não nega, mas concorda com toda a teologia das Escrituras.

Por isso é fundamental nunca tirarmos um versículo do seu contexto e sempre irmos a fundo para entender o seu significado. 

A Bíblia explica a Bíblia, e nesse caso não foi diferente.

Existe algum outro versículo que você tem dúvidas quanto ao seu significado? Se sim, compartilhe com a gente nos comentários que tentaremos ajudar você a compreender melhor as Escrituras a cada dia!

Não deixe também de seguir o Luzeiro no Instagram e acompanhar os nossos conteúdos!

Gostou do texto ? Compartilhe com seus amigos e familiares!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

11 thoughts on “Primogênito da Criação: O que significa? Jesus foi criado? Entenda!

    1. Lamentavelmente teus argumentos embora bem articulafos são como a casa construida na areia fácil de colocar por terra. Essa narrativa é conhecida utilizada por aqueles que defendem essa doutrina pagã chamada “trindade”.

      Poderia aqui refutar todos os textos que vc utilizou para sustentar essa doutrina confusa. Porem vou me deter em apenas um texto e espero que tu consigas explicar.
      Apocalipse 1:1
      Começa assim:
      “1 REVELAÇÃO de Jesus Cristo, a qual DEUS LHE DEU, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;”

      Se Jesus é mesmo DEUS porque mesmo depois de ressucitado, haviam coisas que ele desconhecia. Foi preciso o pai relevar a ele?

  1. A Bíblia diz que Deus não morre…!!!, Jesus morreu,e foi ressuscitado por ele mesmo,três dias depois,? porque ele diz que o Pai é maior que ele,? Porque ele Ora para ele mesmo,? Porque ele se declara filho de Deus? Porque depois dos mil anos de seu governo ele vai entregar o Reino ao Pai? Porque ele diz ninguém vem a mim a menos que o Pai o atraia? Quem transferiu a a vida celestial dele para uma mulher,será que ele mesmo fez isso? Porque Jesus é o Primogênito da criação?

    1. Oi José Carlos, tudo bom?

      Cara, você fez excelentes perguntas e eu seria louco de querer responder a todas em apenas um comentário.
      Nosso blog ainda é recente, mas em breve espero ter um texto respondendo cada um desses ótimos questionamentos.

      Por enquanto, vou te direcionar da melhor forma que posso. Acredito que a maior parte das suas perguntas sejam respondidas com o entendimento do conceito da Trindade, ou seja, Deus é três pessoas em uma essência. É um conceito realmente de difícil compreensão.

      Indico para você um livro de um dos melhores teólogos de todos os tempos, R C Sproul, sobre o tema. Ele é bem curtinho e o ebook está de graça, atualmente, na Amazon:

      https://www.amazon.com.br/que-Trindade-Quest%C3%B5es-Cruciais-Livro-ebook/dp/B014WMM1G2

      Espero que tenha interesse em ler e que ele possa ajudar com suas dúvidas.

      Que o Senhor o abençoe e ilumine o nosso entendimento.

      Grande abraço!

  2. Simplesmente, sensacional. Uma análise sensata e uma hermenêutica irrepreensível! Grato pelo texto. Pena que o pessoal que vem retrucar, não refutam nenhuma de suas afirmações.

    1. Olá, irmão! Que benção ler o seu comentário. Sempre bom ver como a Bíblia explica a Bíblia.
      Que o Senhor o abençoe.

  3. Lamentavelmente teus argumentos embora bem articulafos são como a casa construida na areia fácil de colocar por terra. Essa narrativa é conhecida utilizada por aqueles que defendem essa doutrina pagã chamada “trindade”.

    Poderia aqui refutar todos os textos que vc utilizou para sustentar essa doutrina confusa. Porem vou me deter em apenas um texto e espero que tu consigas explicar.
    Apocalipse 1:1
    Começa assim:
    “1 REVELAÇÃO de Jesus Cristo, a qual DEUS LHE DEU, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;”

    Se Jesus é mesmo DEUS porque mesmo depois de ressucitado, haviam coisas que ele desconhecia. Foi preciso o pai relevar a ele?

  4. Nunca tive duvidas a respeito disso, naquele momento era de grande avalia a primogenitura.o apóstolo Paulo ele engrandecem o Cristo e de forma temática para igreja do irmao de Paulo. Esse tema esta sendo analisado e debatido na igreja.

  5. Texto bonito e bem redigito mas com argumentos fracos e totalmente falhos, as passagens bíblicas informada para tentar sustentar a trindade, mais prova que ela não existe.

    So para nao se prolongar, um exemplo citado na matéria é Fp 2:5-11, mas fui ler e diz partes como:
    ‘Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus’ Ou seja, aqui vimos que são 2 pessoas diferentes e que Jesus não quis usurpar e ser igual ao pai dele.

    ‘Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;’ Ou seja, o pai o exaltou depois, ele nao tinha esse poder antes de ter cumprido o sacrificio na terra, o que mais uma vez prova que são pessoas diferentes.

Deixe uma resposta

LUZEIRO-logo

Rua Jornalista Djalma Andrade, 1350
Belvedere, Belo Horizonte – MG
30320-540
www.crerepensar.com.br

Rua Jornalista Djalma Andrade, 1350
Belvedere, Belo Horizonte – MG
30320-540
www.cczs.org.br