Existe a pessoa certa?

Existe uma pessoa certa? Como esse mito gera relacionamentos frágeis

Creio que compartilha da fé cristã já se perguntou sobre a possível existência daquela pessoa certa para se começar um relacionamento, se aquela história de príncipe e princesa da Disney são reais.

Vários são os questionamentos quando o assunto é namoro e casamento: 

  • Será que tudo isso que nos é exposto em romances cinematográficos, pregado pela mídia, é o que devemos esperar que se torne realidade? 
  • Existe uma pessoa certa? A pessoa escolhida de Deus para mim!
  • Como saber se encontrei a pessoa certa? 

Por aí vai…. 

Bom, ao longo desse post, baseado na pregação do pastor João Eduardo e na série de pregações “Love, date and heartbreak” de Andy Stanley, você vai entender por que tudo isso não passa de um mito. 

Sim, Deus tem algo maravilhoso para você na área de relacionamentos, porém o tratamento dEle vai ser muito mais em te fazer ser a pessoa certa, do que te deixar esperando por ela

Deus tem mais do que a “pessoa certa”

Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.
Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
(Rm 12:1-2).

O Senhor nos chama a não nos amoldarmos aos padrões de nossa cultura contemporânea.

E precisamos aprender a ouvir Deus.

Não devemos procurar “a pessoa certa”, “a alma gêmea”, “a tampa da panela”, aquela pessoa que faz todos os problemas irem embora e vivemos felizes para sempre.

Como corpo de Cristo não podemos nos guiar pelos padrões de relacionamento, de vestimentas e, até mesmo, de sonhos aos quais somos expostos. 

Nosso dever como igreja é nos transformarmos segundo os padrões de Jesus e ansiar pelo reino dEle em nossas vidas.

Mas por que gastar nosso tempo pensando no que temos que fazer para ter um relacionamento saudável? 

Por que não viver intensamente o hoje da maneira que quero? 

“Quando eu quiser é só achar alguém crente para me relacionar e tudo certo.”

Mas essa é uma grande mentira!

Existe uma frase que diz “o seu presente, vai se tornar o seu passado, mas estará presente no seu futuro.” 

Parece um pouco confuso ao primeiro momento, mas calma, leia de novo. 

Sim! Essa é a sequência das nossas ações. 

Por mais que achemos que não devemos nos importar com nossas atitudes no dia de hoje, tudo voltará à tona no futuro. 

Tudo trará reflexos no seu relacionamento. 

Suas escolhas hoje, sua maneira de se relacionar com o sexo oposto, com seus pais e, até mesmo, com o restante das pessoas ao seu redor irá interferir no seu casamento no futuro. 

Nosso passado sempre aparecerá em nosso futuro.

Casamento: o Mito da Solução

Diante dos “perigos” de entrar em um relacionamento com um passado tão mal resolvido, temos uma brilhante ideia! É só casar!

Temos o ideal de que o casamento resolverá todos os problemas de nossas vidas. 

Mas a realidade é diferente. O casamento é o apenas o início de uma longa caminhada.

Nossas expectativas são de achar alguém que vê o mundo como vemos, que sente as brisas do vento como você, alguém que suspira olhando para o horizonte como você… 

Essa vai ser a pessoa certa e tudo será perfeito. 

O problema, é que a realidade é bem diferente. Relacionamentos são duas pessoas com cargas de toda uma vida, experiências e histórias que se juntam. 

Se o passado das duas pessoas não estiver bem resolvido, vocês estarão entrando em uma grande fria.

“Mas isso não vai acontecer. Eu estou vivendo meio longe do que Deus espera de mim mesmo, mas um dia vou encontrar a pessoa certa, ai me acerto.” 

A famosa pessoa certa… como seria bom se ela fosse real! Podemos falar que não acreditamos nisso, mas vivemos como se fosse realidade

E a verdade é a seguinte: você não vai encontrar a pessoa certa e tudo vai dar certo. 

Mas calma lá, ainda existe um caminho a ser seguido.

Como saber se um relacionamento está no caminho certo?

Bom, se não existe uma pessoa certa, quais os parâmetros para que eu me relacione?

Existem duas linhas de pensamento aqui: uma delas é baseada nos preceitos do mundo, os quais, se espera, que não sejam seguidos; o outro é segundo o que Deus espera de nós como sua igreja.

1. Padrões mundanos (Esses não costumam ter um final feliz)

Aqui o que guia o casal é algo chamado química. 

“Nos damos tão bem!” “temos visões de mundo tão parecidas” “Ai, ninguém nunca se amou como nos amamos.”…. 

Esse tipo de química.

E no meio dessa grande experiência química, a chance de inflamar e o frio na barriga do resultado final, são tão grandes, que o casal esquece de se relacionar. 

Na verdade, essa famosa química, você pode ter com milhares de pessoas diferentes, pessoas de culturas diferentes, pessoas que nem falam sua própria língua. 

Mas um relacionamento é diferente. Não é com muitas pessoas que você consegue se relacionar.  

Relacionamentos exigem mais do que compatibilidade em questões físicas

Para que um namoro e casamento deem certo os envolvidos precisam estar dispostos a se abrir, serem vulneráveis.

Você precisa estar disposto a contar seus medos e de abrir mão de alguns sonhos em favor do outro. Precisa se deparar com suas falhas e querer ceder em discussões. 

Saber se relacionar é abrir mão, muitas vezes, das suas vontades para que o casal fique bem, é ter a liberdade de sentar no sofá e conversar por horas de absolutamente tudo que estiver em seu coração, sem medo de julgamento.

Nada disso a química conquista, pelo contrário, apenas abafa

Se você deseja ter um casamento sólido algum dia, saiba que existe um caminho a ser percorrido. 

A química por si só não se sustenta, você precisa construir um relacionamento de verdade, onde existe sinceridade, vulnerabilidade e comunicação. 

2. Padrão de Cristo.

“Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela.” (Ef. 5:25)

Cristo nos ensina o que é o amor. Amor, esse. que começa a nos transformar em primeira instância, para só assim alcançar outros.

Dessa forma, em vez de jogar sua expectativa na pessoa certa, você se torna a pessoa certa.

Em vez de procurar pela pessoa perfeita, você deveria se tornar aquele a quem a “pessoa certa” está procurando. 

Nossa cultura não vende relacionamentos de verdade, isso não dá publico. 

Então pare de se basear no que o mundo te vende como relacionamento, se baseie no relacionamento mais lindo que temos registro: O relacionamento de cristo com sua igreja:

  • Relacionamento sacrificial, Cristo nos amou de tal maneira que deu sua vida em nosso lugar;
  • Relacionamento baseado na graça (favor não merecido);
  • Relacionamento paciente e longânimo, ou seja, o amor permanece acima das circunstâncias.

Você é a pessoa que a pessoa que você está procurando está procurando?

Já pensou se você conhecer aquela pessoa com quem você sonhou toda sua vida, aquele que cumpre com todas as suas expectativas, mas, no final, você não é a pessoa que ele está procurando? 

Não cobre do outro o que você mesmo não cumpre.  

Temos que parar de esperar as coisas acontecerem como em historinhas da Disney. 

Não se preocupe com o que você vai encontrar, mas, sim, em como você será encontrado.

O verdadeiro Amor

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Co 13:4-7)

Se você sonha em se relacionar um dia e em ter uma família, mude sua mentalidade. 

Nada acontece como um passe de mágica. Você terá que crescer e amadurecer, terá que passar por processos. 

A 1ª carta de Paulo aos Coríntios nos ensina o que é o amor e como ele funciona na prática. 

Como você tem exercido o amor por aqueles que estão ao seu redor hoje?

Seja funcional, comece a se analisar, sondar suas atitudes, você tem exercido o amor bondoso? O amor paciente? 

Lembre-se, o que você é hoje, fará parte do seu amanhã.

Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino. (1co 13:11).

O verdadeiro amor é maduro, ele deixa as coisas de menino para trás.

Precisamos renovar a nossa mente! 

Enquanto acreditarmos que não precisamos aprender a nos relacionar, enquanto você acreditar que precisa encontrar a pessoa certa em vez de se tornar a pessoa certa, só terá frustrações. 

A Bíblia não irá te ensinar como achar a pessoa certa, mas se precisar de ajuda de como se tornar essa pessoa, ela irá te dar todo o respaldo. 

É hora de crescer, deixar para trás as coisas de menino e, olhando para si mesmo refletir em cima do que Paulo escreveu em 1Co 13 e nos questionarmos se estamos exercendo o amor como nos foi colocado. 

O que temos que mudar? Como me desenvolver e ser a pessoa certa de forma prática? São essas as perguntas que precisamos responder!

Gostou do texto? Lembre-se que antes de entrar em um relacionamento com uma pessoa, é fundamental ter um bom relacionamento com o Senhor.

Confira esse outro post e veja como ter intimidade com Deus.

*Não deixe de seguir o Luzeiro no Instagram!

Gostou do texto ? Compartilhe com seus amigos e familiares!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Um comentário em “Existe uma pessoa certa? Como esse mito gera relacionamentos frágeis

Gostou do post? Compartilhe com a gente a sua opinião!

LUZEIRO-logo

Rua Jornalista Djalma Andrade, 1350
Belvedere, Belo Horizonte – MG
30320-540
www.crerepensar.com.br

Rua Jornalista Djalma Andrade, 1350
Belvedere, Belo Horizonte – MG
30320-540
www.cczs.org.br